Um pouco do que sou, por Ricardo Negreiros

Oceania

Sou casado há 32 anos, dois filhos e três netinhos. Minha vida tem sido totalmente dedicada à minha família. Eu e minha mulher Aparecida, uma formidável protetora de animais reconhecida internacionalmente, temos dedicado o nosso tempo e energia para tentar construir um mundo melhor, no limite de nossas competências.

Nasci em 1963 em Fortaleza. Meus pais se separaram em 1972, quando eu tinha nove anos e minha irmã três. Fomos morar num sítio nos arredores da cidade, onde não havia água encanada nem energia elétrica. Embora o choque de sair da Aldeota e mudar de escolas de primeira linha para escolas públicas, lembro-me com muito carinho dessa época. Mesmo com o estômago roncando, as coisas são sempre bem mais fáceis quando se tem o amor incondicional de mãe e avó por perto.

Em 1975 minha mãe vendeu o sítio e viemos para o Rio. Com pouco dinheiro e nenhuma experiência profissional, por alguns anos vivemos de biscates e das dificuldades de pagar o aluguel. Assim moramos e saímos rapidamente (risos) de Copacabana, Botafogo, Meier, Encantado, Piedade, Engenho de Dentro e Rocha Miranda, sendo esse último endereço uma espécie de porão com o chão úmido de esgoto. Nesse período trabalhei no que podia, como vender pastéis (horríveis) no Maracanã, fazendo faxina, panfletando na rua, dando reforço de aula enquanto a minha mãe trabalhava de manicure e fazia bolos e salgados para a vizinhança.

Em 1979 entrei no Citibank como office boy. No final daquele ano passei em primeiro lugar em Engenharia Civil na Souza Marques. Sem dinheiro para as mensalidades, o banco pagou toda a faculdade, onde me graduei em 1985 em Cálculo Estrutural.

Em 1987 entrei na área de auditoria da Arthur Andersen, que também custeou Ciências Contábeis na FASPA, onde me graduei como contador em 1991. Em pouco mais de dois anos de experiência e alguns cursos nos EUA e Argentina, tornei-me encarregado de campo na auditoria de importantes instituições financeiras, como as do Grupo Sul América, a financeira Losango e o incipiente Banco Pactual, que na época demandava ainda grande necessidade de organização.

Fui convidado para assumir a controladoria do Pactual em 1990, aos 26/27 anos, e por lá fiquei dez anos. Gradualmente modelei a parte administrativa do banco para permitir a completa consistência dos dados e a transparência dos números. Um período de muita atividade e também intenso de experiência e aprendizado, incluindo o MBA de Finanças do IBMEC concluído em 1994, também pago pelo banco.

Naquele período fiz parte de comitês na Febraban, BM&F e nas antigas Andima e Anbid, sendo envolvido em toda a sorte de discussões sobre legislação regulatória e fiscal com Banco Central e Receita Federal. Em virtude da minha crescente especialização em governança, o Pactual me convocava para tudo o que demandasse essa expertise, principalmente nos projetos de Fusão e Aquisição.

Com o tempo ficou clara para mim a grande carência de conhecimentos financeiros e administrativos nas empresas brasileiras. Percebi que toda quebradeira tem sempre um ponto em comum: a falta de governança, de monitoramento, organização e de transparência para os próprios donos.

O ambiente intelectual em um bancos de investimento é do mais alto nível. Mas trabalhar em estruturas luxuosas e lidar com colegas graduados nas melhores faculdades do mundo, em um setor que não conhece dificuldades financeiras, não nos torna apropriadamente sensíveis à realidade econômica, ao dia a dia de um empreendimento comum. Ao contrário, tudo nos parece bem mais fácil do que realmente é. São muitos os exemplos de problemas decorrentes dessa falta de experiência. Basta ler as histórias nos jornais e revistas especializadas. Portanto, apesar da experiência profissional em bancos sofisticados, queria aprender mais sobre o setor real da economia.

Em 2000 fundei a RN Executivos, uma empresa que até hoje tem apenas sócios e nenhum empregado. Acredito no poder das soluções negociadas e na cooperação mútua sem que seja preciso forçar as pessoas a trabalhar sem entender ou concordar com o que fazem. Nesses 16 anos de atividade nos tornamos reconhecidos como profissionais de alto desempenho. Atuamos em diferentes projetos de melhoria e de recuperação, sempre focados em resultado e cooptação das pessoas para objetivos comuns. Ajudamos dezenas de empresas nos mais diversos segmentos da economia a lançar ações em bolsa de valores, a serem vendidas para outros grupos, a melhorar os seus resultados e mesmo a sair do maior sufoco. É um trabalho feito em conjunto com os donos e profissionais locais, onde nos colocamos apenas como aqueles indivíduos que materializam os interesses estratégicos dos acionistas. Temos um jeito forte e determinado a melhorar a organização e a cultura de governança do empreendimento para que conquiste solidamente os espaços do seu mercado. Somos os profissionais que também ajudam a instalar nos grupos familiares o valor do reconhecimento meritório pelo que fazem os seus colaboradores. Que os ajudam a concentrar energia para obter resultados saudáveis e a perenização do empreendimento. Adotamos a postura mais discreta possível quanto ao nome de nossos clientes exatamente por entender que eles, com seus colaboradores, são os verdadeiros realizadores do sucesso, e que não faz o menor sentido atrair qualquer tipo de protagonismo. Para quem quiser saber um pouco mais sobre o meu trabalho recomendo pesquisar no Google, onde há bastante material. Eis, por exemplo, uma das minhas palestras na Endeavor: https://www.youtube.com/watch?v=YrS8ZAQRrwY. Segue também aqui o resumo de algumas entrevistas: https://www.youtube.com/watch?v=_QLAOUWCJaI

Bem, isso resume o meu lado profissional. Graças a Deus, definitivamente consolidado. Mas não julgo satisfatório me dedicar apenas a perseguir mais e mais sucesso e dinheiro. Em 2002 escrevi o livro “Carta para meus filhos, construindo o futuro” onde manifestei a importância de se conquistar realizações de maior significado. Então, vamos falar de algumas outras atividades:

– Preocupado com o volume de empresas com dificuldades no Brasil, e objetivando a disseminação de nossos consolidados conceitos de gestão, em 2010 lancei o livro “Manual do Reestruturador de Empresas”, já esgotado nas livrarias. Preciso lançar a segunda edição.

– Preocupado com a má qualidade de vida do cidadão carioca, em 2015 lancei, em conjunto com um grupo maravilhoso de jovens profissionais colegas do Partido Novo, o Projeto Reinventando Cidades (#reinventandocidades), uma abordagem inteiramente nova de ver e administrar as nossas cidades. O projeto é uma adaptação da minha experiência de quase 40 anos em projetos desafiantes da iniciativa privada em material político de natureza prática. Já estamos atuando com dezenas de colegas de outras cinco capitais e quase vinte cidades, enquanto escrevemos o livro onde apresentaremos a nossa abordagem: “Reinventando Cidades – um guia para a reestruturação de municípios”. Ele conterá praticamente um plano de governo para o município do Rio de Janeiro, contendo diagnóstico e plano de ação para Saúde, Educação, Segurança, Infraestrutura, Desenvolvimento Sustentável e Reorganização Administrativa. Já no início propomos a redução de 30 para apenas 8 secretarias operacionais.

Acreditamos firmemente que uma cidade pode ser gerida de acordo com os princípios de governança e foco em resultado da iniciativa privada, ou seja, na entrega de serviços e produtos de qualidade e custos apropriados ao cidadão-cliente. Em 27 de fevereiro fizemos um workshop que foi postado em oito vídeos na internet, a começar pelo https://www.youtube.com/watch?v=4avBaHprnJ4 . Os demais estão bloqueados apenas para quem quiser participar do projeto.

– No meu blogue https://reestruturador.wordpress.com/ deposito e exponho as minhas principais reflexões conceituais e filosóficas. Considero-me uma pessoa simples e despretensiosa, o que confunde um pouco quem não me conhece. Mais que falar de sucesso, negócios ou política, tenho preferido mergulhar na análise da alma humana, procurando desvendar onde tudo se inicia. Tenho fascínio por tentar capturar e divulgar as minhas conclusões de uma maneira simples e prática, ressaltando a grandeza e a importância da vida. A partir dessa motivação essencial, e inspirado no trabalho de minha mulher, em 2011 lancei o projeto Life Defenders sobre proteção de animais. A primeira peça de teatro já foi encenada no Mato Grosso. Faltam publicar os dois primeiros livros já escritos. Vale uma olhadinha no clipe do projeto em https://www.youtube.com/watch?v=kZ1VlAyNk2I.

Creio já possuir maturidade e experiência suficientes para trabalhar em qualquer desafio de transformação, seja em um empreendimento público ou privado. A partir do método de trabalho que desenvolvi como reestruturador, acredito que posso realizar um trabalho bastante inovador em atividades governamentais. É preciso atuar corajosa e firmemente contra a ineficiência, o desperdício e os desvios da administração pública.

Estou sempre à disposição para colaborar de forma determinada na construção de um Brasil melhor.

 

 

Anúncios

2 comentários sobre “Um pouco do que sou, por Ricardo Negreiros

    • Olá, Luiz, tudo bem? Obrigado pelo interesse no meu post. Pela sua pergunta vejo que ainda não conhece o projeto que criei chamado Reinventando Cidades. Ele está em andamento em seis capitais e quase vinte cidades, começando por uma completa reestruturação do município do Rio de Janeiro. Acompanhe-nos no Facebook em #reinventandocidades e dê uma olhada em nosso vídeo 1/8 em https://www.youtube.com/watch?v=4avBaHprnJ4. Caso queira maiores informações, por favor escreva para mim em rjnegreiros@gmail.com, tel. 21-971483135. Atenciosamente, Ricardo Negreiros

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s